IPO e Você
Carregando
#

Diabetes, você sabe identificar os sintomas e fatores de risco?

2018-11-14 09:00:00,

Novembro foi escolhido para celebrar o dia mundial do diabetes. No dia 14 de novembro de 1891 nascia Frederick Banting, que junto a Charles Best, James Collip e John Macleod, incluindo a cadelinha mais amada de todo diabético, a Marjorie, descobriram a insulina para uso humano.

Em 1991, as Nações Unidas passaram a considerar o dia 14 de novembro como o Dia Mundial do Diabetes, para comemorar a vida, lutar por melhores condições de vida para quem tem diabetes, e alertar para esta doença.

Em 2003, a IDF (International Diabetes Federation) adotou o círculo azul como símbolo desta campanha e passou a iluminar edifícios e monumentos em azul no mês de novembro, por todo o mundo, inclusive no Brasil, a partir de 2004.

O Diabetes acomete cerca de 16 milhões de brasileiros, sendo que metade destes desconhecem que possuem a doença. É  uma das principais causas de morte em todo planeta, matando, em 2016, mais de 61 mil pessoas apenas no Brasil.

O tema da campanha deste ano é “O diabetes diz respeito a toda família”, pois a mesma pode ajudar a identificar os sintomas, auxiliando o diagnóstico e controle da doença.

            Os sintomas clássicos do diabetes mellitus são:

  • Muita sede (Polidipsia)
  • Excesso de urina (Poliúria)
  • Fome excessiva (Polifagia)
  • Perda inexplicada de peso

Entretanto, existem outros sintomas que podem estar presentes, algumas vezes até antes dos sintomas clássicos:

  • Embaçamento visual
  • Infecções genitais de repetição (Principalmente candidíase)
  • Cansaço inexplicável
  • Dores pelo corpo
  • Fraqueza muscular
  • Má cicatrização
  • Dores abdominais e vômitos

Se você tem, ou conhece alguém que tenha estes sintomas, dê o alerta e peça para procurar um médico, preferencialmente um endocrinologista.

Por ser uma doença crônica, é muito importante prevenirmos e agirmos antes de a doença aparecer. Foi criado um questionário de risco, chamado FindRisk, que você pode acessar e calcular seu risco de desenvolver diabetes tipo 2 nos próximos 10 anos. Seja curioso e preencha os dados, calcule seu risco e se estiver aumentado, procure ajuda antes de desenvolver o diabetes.

 

Você pode obter informações sobre o dia mundial do diabetes no Brasil acessando: http://novembrodiabetesazul.com.br/

Tabela Diabetes

Risco de ter diabetes nos próximos dez anos

Até 7 pontos 1%*

O risco que tem de vir a ter diabetes é muito reduzido. Não é necessária uma prevenção particular apenas deverá ter uma alimentação saudável e realizar atividade física regular.

Entre 7 e 11 pontos 4%*

Convém ser prudente apesar do risco de se tornar diabetes ser pequeno. Se quiser ter a certeza tenha em conta as regras seguintes:

- Em caso de obesidade, deverá perder 7% do seu peso;

- Pratique uma atividade física com ligeira transpiração durante 30 minutos pelo menos 5 dias por semana;

- Limite o consumo de gordura a 35% das calorias totais da sua alimentação;

- As gorduras saturadas (gorduras animais) não devem ultrapassar 10% das calorias da sua alimentação;

- Consuma por dia 30 gramas de fibras alimentares (contidas nos produtos à base de cereais integrais, legumes e frutas).

De 12 a 14 pontos 17%*

Se estiver nesta categoria de risco convém por em prática as medidas de prevenção. Convém ter em conta as informações e recomendações práticas dos especialistas para mudar os seus hábitos de vida. Se não conseguir sozinho recorra a ajuda profissional.

De 15 a 20 pontos 33%*

Você está realmente em risco, um terço das pessoas que apresentam este grau de risco tornam-se diabéticas no decurso dos 10 anos seguintes. Não subestime esta situação pois isso poderia ter consequências graves para a sua saúde. Recorra a ajuda profissional e fale com o seu médico.

Mais de 20 pontos 50%*

A necessidade de agir é iminente porque pode acontecer que já tenha diabetes. Isso é verdade para 35% das pessoas que totalizam mais de 20 pontos. Pode testar a sua glicemia na extremidade do dedo para informação complementar. Este teste não substitui um diagnóstico completo num laboratório pelo que é indispensável uma consulta médica.

(*) Um risco de 4% significa que 4 pessoas em 100 que apresentam esse risco podem desenvolver diabetes tipo 2 nos 10 anos seguintes.

Risco de diabetes –Explicações

Idade

Apesar da diabetes se manifestar cada vez mais em pessoas mais jovens a idade continua a ser um dos principais fatores de risco. Com a idade o efeito da insulina diminui sobretudo nas pessoas com excesso de peso. Para remediar, o pâncreas aumenta a produção de insulina. Quando o órgão se encontra nos limites da produção a diabetes manifesta-se.

Hereditariedade

Se tem parentes próximos com diabetes este também será certamente um fator de risco. Os fatores genéticos têm igualmente um papel importante no diabetes tipo 2. Por exemplo: se um dos pais é diabético, os filhos têm 30 a 40% de probabilidades de desenvolver diabetes tipo 2.

Medida abdominal

Atualmente os cientistas estão de acordo quando dizem que a quantidade gordura a nível do abdómen tem um papel relevante no desenvolvimento da diabetes tipo 2. Tem claramente uma atividade metabólica mais importante que o tecido adiposo subcutâneo (embaixo da pele) existente nos flancos e nas nádegas.

Como medir: em pé, deverá medir a largura com a ajuda duma fita métrica colocada entre a parte inferior das costelas (em baixo da última costela) e a crista ilíaca (parte superior dos ossos da bacia). O valor é anotado depois de uma inspiração normal à altura do umbigo.

Atividade Física

O sedentarismo aumenta de forma alarmante nos países industrializados. Estima-se que, nos dias que correm, as pessoas não façam metade do exercício que se fazia à 50 anos. Mesmo que os 30 minutos de atividade física quotidiana pareçam pouco, os estudos demonstram que é suficiente para diminuir de forma notável o risco de diabetes. A terminologia atividade física não abrange só as atividades esportivas como bicicleta ou andar a pé, as atividades no local de trabalho (por exemplo: repor artigos nas prateleiras) ou de trabalhos domésticos (por exemplo: limpar vidros, trabalhar no jardim…) contam igualmente.

Legumes e frutas

A nossa alimentação fornece a energia necessária ao nosso organismo. Os principais fornecedores energéticos são as gorduras e os carboidratos. Os alimentos fabricados industrialmente também têm energia em grandes quantidades. Consumindo muitos legumes e frutas frescas, você diminui o risco de uma alimentação rica em calorias e igualmente fornece ao seu organismo as vitaminas e minerais necessários.

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial pode não apresentar sintomas pelo que a pessoa pode desconhecer que a tem. É frequente ocorrer em pessoas com excesso de peso. As pessoas com diabetes sofrem três vezes mais de hipertensão arterial que as não diabéticas.

Se não for tratada a hipertensão aumenta o risco de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral.

Glicemia

Nas pessoas saudáveis os valores da glicemia em jejum situam-se abaixo dos 100 mg/dl.

As pessoas num estágio precoce de diabetes apresentam valores mais elevados. Um valor único ligeiramente aumentado não representa necessariamente uma razão para se preocupar mas também não convém ficar completamente despreocupado, convém controlar a sua glicemia de forma regular.

Índice de massa corporal

O IMC relaciona o seu peso com a sua altura.

Se a fórmula lhe parecer muito complicada, pode igualmente ler os valores na tabela: procurando o valor de intersecção do seu peso com a sua altura.

Tabela Diabetes

https://www.portal10.info/conheca-o-seu-peso-ideal-tabela-de-imc-simplificada/

Dr. EMERSON CESTARI MARINO – ENDOCRINOLOGISTA

CRM: 31440 RQE: 17221